WRC altera o Calendário de 2020

clique para ampliar o mapa

Atualizações:
Devido às turbulências sociais que vive o Chile, a organização do Rali do Chile anunciou, em novembro, que decidiu pelo cancelamento do evento agendado para os dias 16 a 19 de abril de 2020.

Com isso, em menos de um mês o WRC teve que aceitar o cancelamento de dois ralis (o outro foi o da Austrália, por causa dos incêndios florestais).
Outra alteração foi anunciada no final de dezembro, com o Rali da Argentina que será antecipado em uma semana, sendo assim disputado de 23-26 de abril. Entretanto, com a pandemia do novo coronavirus, este rali acabou adiado (por enquanto sine die). Pode até mesmo ter de ser cancelado, se não houver como acertar uma nova data.

No final de março foram adiados, por enquanto sine die, os Ralis de Portugal e da Itália. Assim o novo recomeço deverá ser pelo Rali do Quenia, agendado para os dias 16 a 19 de julho.
No início de junho foram confirmados os cancelamentos dos Ralis do Quenia, Finlândia e Nova Zelândia. Assim a temporada deverá se reiniciar apenas no final de setembro, com o Rali da Turquia, se não for cancelado também.


Japão, Quênia e Nova Zelândia vão retornar ao Mundial de Rali para a temporada 2020 do WRC, num calendário que se mostra ainda mais global que todos os anteriores.

A inclusão do Rali do Japão, dez anos após acontecer sua última aparição no WRC, traz a primeira aparição da Ásia desde então.

A adição do icônico Rali Safari, sediado no Quênia, mostra também o retorno do WRC à África, o segundo maior continente em tamanho do mundo, pela primeira vez desde o ano de 2002.

Finalmente, e após uma ausência de sete anos, o Rali da Nova Zelândia estará de volta também. Lembrando que este rali já participou do WRC por 32 temporadas.

Portanto será a primeira vez nos 48 anos de história do WRC que este estará presente nos seis continentes: Europa (7), América do Norte (1), América do Sul (2), Ásia (2), África (1) e Oceania (1).

Mas o calendário de 2020 terá o mesmo número de etapas, serão 14 ralis ao longo de onze meses, o que significa que estarão fora em 2020 os ralis da França (que teve 45 participações no WRC), Espanha (27) e Austrália (25).

Temporada agora em dúvida:
Com apenas mais quatro ralis para o final da temporada, e com apenas três ralis realizados até meados de março, a atual temporada caminha para seu cancelamento definitivo.

Mesmo que conseguir fazer as etapas ainda na agenda, será a temporada mais curta da história do Mundial de Rali.

  1. Rali de Monte Carlo – 23-26 de janeiro
  2. Rali da Suécia – 13-16 de fevereiro
  3. Rali do México – 12-15 de março
  4. Rali do Chile – 16-19 de abril (cancelado)
  5. Rali da Argentina – 23-26 de abril (cancelado)
  6. Rali de Portugal – 21-24 de maio (cancelado)
  7. Rali da Itália – 4-7 de junho (cancelado)
  8. Rali do Quênia – 16-19 de julho (cancelado)
  9. Rali da Finlândia – 6-9 de agosto (cancelado)
  10. Rali da Nova Zelândia – 3-6 de setembro (cancelado)
  11. Rali da Turquia – 24-27 de setembro
  12. Rali da Alemanha – 15-18 de outubro
  13. Rali da Inglaterra – 29 de outubro-1º de novembro
  14. Rali do Japão – 19-22 de novembro

FJPB432

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=10582

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com