«

»

jun 11 2014

Imprimir Post

Bruno Senna prevê corrida dura para Aston Martin em Le Mans

[pullquote align=”left” textalign=”center” width=”30%”]Brasileiro aponta Porsche e Ferrari como favoritos na classe GTE Pro[/pullquote]

Bruno Senna considera que corrida em Le Mans será dura

Bruno Senna considera que corrida em Le Mans será dura

Os treinos livres e a primeira sessão classificatória da edição 2014 da tradicional 24 Horas de Le Mans serão realizados nesta quarta-feira, com a presença dos 54 carros de seis categorias. Bruno Senna, que se despedirá do Campeonato Mundial de Endurance novamente ao volante do Aston Martin Vantage V8 da classe GTE Pro ao lado do alemão Stefan Mücke e do inglês Darren Turner, antecipa uma árdua batalha contra os Porsche 911 RSR e as Ferrari 458 Italia. “Temos de trabalhar bastante no acerto nesses ensaios, porque nos testes da semana passada éramos um segundo mais lentos em nossos melhores setores”, explicou. A prova tem largada prevista para as 10 horas (Brasília) de sábado.

Além da força das fábricas alemã e italiana, Bruno diz que o regulamento do Mundial de Endurance – do qual as 24 Horas de Le Mans integram o calendário – não está ajudando em nada a casa inglesa na luta contra os rivais. “O BOP (Balance of Performance, sistema que procura equilibrar o rendimento dos carros da categoria) não foi nada favorável para nós neste ano. Em Spa, com a redução da capacidade de nosso tanque em cinco litros, tivemos de fazer uma parada extra para reabastecimento que roubou nossas chances de pódio. Aqui, recuperamos esses litros, mas todas as outras também ganharam a mesma quantidade. Temos condições de fazer 14 voltas com um tanque, mas a Ferrari, por exemplo, pode rodar 14 ou 16. Em tese, portanto, devemos parar mais vezes”, comparou.

Bruno, no entanto, acredita que a maior pedra na sapatilha dos pilotos da Aston Martin deverão ser os Porsche. “Na verdade, só vamos saber das condições de cada carro nos treinos classificatórios e na corrida. Mas a Porsche sempre aparece bem em Le Mans. Parece que eles escondem o jogo nas provas anteriores e deixam para apresentar as armas aqui. De qualquer forma, Le Mans não é apenas uma questão de velocidade, onde não estamos tão bem. É também sobre estratégia, consumo de combustível e pneus, saber andar no trânsito entre carros de categorias diferentes, enfim, há uma série de variáveis que influenciam no resultado final.”

Em 2013, Bruno e seus companheiros lideravam entre os GTE Pro com mais de um minuto e meio de vantagem sobre os adversários mais próximos e pareciam a caminho da vitória quando o francês Fred Makowiecki perdeu o controle na pista úmida e bateu forte, encerrando a participação do trio. Desta vez, os treinos estão marcados exatamente para o horário da estreia do Brasil na Copa do Mundo. “Vou tentar ver o que for possível, mas fiquei preocupado depois do amistoso contra a Sérvia. Acho que a Croácia vai endurecer bastante e o Brasil terá grandes dificuldades para começar com uma vitória.”

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=11135

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>