«

»

jun 15 2016

Imprimir Post

O que esperar do GP de Baku?

Bandeira do Estado do Azerbaijão

Bandeira do Estado do Azerbaijão

Neste final de semana estréia um circuito novo, num GP que há anos não era disputado na Fórmula 1: o GP da Europa, que usará um circuito de rua na cidade de Baku, capital do Azerbaijão – e que será o sexto circuito diferente a usar este nome genérico.

Além de Baku neste ano, as outras pistas a usarem a denominação de GP da Europa foram: Brands Hatch, Nurburgring, Donington Park, Jerez de La Frontera e Valência.

E muitas perguntas pipocam analisando a nova pista, e como o campeonato vai ficar após a prova inédita. Pelo lado do campeonato muitas alterações podem acontecer, pois a pista mistura pontos de muito baixa velocidade, com muitas curvas em 90º, além de uma que pode ficar famosa após a prova: a Curva 8, extremamente estreita, com meros 7 metros de largura – a mais estreita da Fórmula 1.

Se estima que uma volta ao longo do circuito, de 6.003 m de extensão, seja completada em cerca de 1min50s – serão 51 as voltas a serem disputadas, o que pode levar a prova a ter duração superior à 1h40min. Lembrando que esse circuito tem a maior reta da atual Fórmula 1: exatos 2,1 km antes da Curva 1.

Do lado dos pilotos, e equipes, mais para o final do grid, será uma chance de ouro que só espera para ser aproveitada. Muitos poderão se acidentar, bandeiras amarelas podem ser uma constante ao longo da prova.

Famosa e estreita Curva 8 - aqui devem acontecer problemas durante a prova.

Famosa e estreita Curva 8 – aqui devem acontecer problemas durante a prova.

Como será uma pista com larguras muito inferiores ao mínimo que a FIA exige das demais pistas – só a Curva 8 já é um marco, por ter apenas 7 (sete) metros de largura – é de se esperar que inúmeros choques aconteçam na sua aproximação. Pior se for na própria curva, aí não haverá nenhuma condição da prova prosseguir.

Pilotos como Max Verstappen fazem os demais temerem por sérios problemas, muitas amarelas, e talvez uma ou outra vermelha. Com certeza serão muitas emoções ao longo das quase duas horas de prova.

Informações de interesse da pista de Baku:

Cidade de Baku - capital do Azerbaijão à noite!

Cidade de Baku – capital do Azerbaijão à noite!

• O traçado é de autoria do arquiteto Hermann Tilke, responsável pelos desenhos de diversas pistas do calendário. A prova passará por diversos pontos turísticos, mostrando a mescla entre a arquitetura medieval e os modernos arranha-céus da cidade.

• A partida e chegada terá lugar na praça Azadliq, um dos principais pontos turísticos de Baku. A velocidade máxima deverá rondar os 340 km/h no final da enorme reta principal do circuito.

• O traçado terá 6,003 km, menor apenas que a do circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica. A pista terá 20 curvas, perdendo apenas para Singapura, que tem 23 curvas, e Abu Dhabi, com suas 21.

• A cidade de Baku está no nível -28 metros – abaixo portanto do nível do mar. É portanto a maior capital do Mundo, localizada abaixo do nível do mar.

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=11662

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>