«

»

out 12 2016

Imprimir Post

GT Itália: Nicolas Costa busca título internacional

gt-italia-nicolas_costabO piloto Nicolas Costa inicia as atividades da sétima e última etapa da temporada 2016 do Campeonato Italiano de Grã-Turismo, que acontece neste fim de semana no Autódromo de Mugello, na Itália, com boas possibilidades de conquistar mais um título internacional em sua carreira. O piloto de 24 anos é o líder na categoria Super GT Cup com 151 pontos, 20 à frente do vice-líder, o italiano Matteo Desideri. Restam 40 pontos em jogo e o carioca pode garantir mais um título de expressão para o Brasil – foi campeão europeu e italiano de Fórmula Abarth em 2012.

A bordo de uma Lamborghini Huracán da equipe VSR, do ex-piloto Vicenzo Sospiri, Nicolas pode se transformar no primeiro brasileiro a conquistar o título da categoria. “Mal posso esperar para começar as atividades do fim de semana. Estamos com um bom carro, em boa fase e espero que dê tudo certo no fim de semana”, relata o piloto, que divide a condução do modelo com o japonês Yuki Nemoto. “Ele certamente vai me ajudar, pois é um piloto muito rápido e chegou num bom momento do campeonato”, continua.

“O circuito de Mugello é de média para alta velocidade, por isso não é uma das pistas mais simples para se ultrapassar. Além disso, a previsão é de chuva e isso pode embaralhar tudo nos treinos e corridas. Eu, particularmente, não tenho problemas com esse tipo de condição, mas em um cenário de definição de campeonato pode atrapalhar um pouco. De qualquer forma, temos que ir para cima”, diz Nicolas, vencedor de cinco das 12 corridas do ano.

O piloto, no entanto, não terá apenas que se preocupar com o seu desempenho na pista. Terá também que descontar o tempo que ficará parado nos boxes durante a troca de pilotos. Isso porque o regulamento do campeonato determina que os competidores que foram ao pódio na última corrida sejam “punidos” com um acréscimo de 15 segundos para o primeiro colocado, 10 para o segundo e cinco para o terceiro na prova seguinte. Por isso, uma possível vantagem sobre os adversários conquistada na pista poderá ser anulada por causa desse critério.

Como venceu três das últimas quatro corridas, além de possuir tempo acumulado de outras posições, Nicolas terá de cumprir obrigatoriamente 30 segundos em cada prova. “É uma característica do regulamento, mas não podemos reclamar. O regulamento é igual para todos e vamos ter que tirar essa diferença na pista. Sei que não será fácil. O Matteo (Desideri) terá de cumprir 15 segundos na primeira prova e também será “punido”. No entanto, se vencermos a primeira corrida ou chegarmos à frente do italiano definiremos o campeonato por antecipação”, explica.

As atividades da sétima e última etapa do GT Italiano têm início nesta sexta-feira (14) com os primeiros treinos livres e o treino classificatório. A primeira corrida acontecerá no sábado (15). A segunda prova tem largada autorizada no domingo (16).

Programação do fim de semana (horário de Brasília):

Sexta-feira (14)
5h15 às 6h10 – 1ºTreino
7h50 às 8h35 – 2º Treino
11h15 às 12h05 – Classificação

Sábado (15)
8h50 – Corrida 1 (48 minutos + 1 volta)

Domingo (16)
6h40 – Corrida 2 (48 minutos + 1 volta)

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=11681

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>