Quantas Corridas é o ideal para os Pilotos

Como sabemos existem diversas categorias de Esportes a Motor pelo Mundo, e cada uma tem mais ou menos corridas por temporada. Mas qual seria o ideal, qual seria o máximo?

Sempre que a Fórmula 1 pensa em fazer temporadas com mais de 20 etapas – o que dá uma média de 2,2 corridas por mês – os pilotos chiam, dizem que será muito desgastante para eles e para seus mecânicos.

Por outro lado na Nascar as temporadas são sempre de 36 etapas por ano – o que dá uma média de 3,6 corridas por mês – embora alguns pilotos cheguem a fazer 42 corridas por ano. Ou seja os pilotos da Nascar correm 64% corridas à mais que os pilotos da F1.

A pergunta que não quer calar é: Então qual é o número de corridas que seria ideal para os pilotos de maior nível de categoria?

Antes de prosseguir, só um detalhe devemos levar em conta: enquanto a Nascar corre dentro do mesmo país, os Estados Unidos, a F1 corre em quatro continentes. Portanto o cansaço para o pilotos da F1 não deve ser desprezado.

Se contarmos a IndyCar, categoria que basicamente só corre em dois países, e com fronteira comum: EUA e Canadá, a média é de 2,4 corridas por mês, ou seja é bem próxima da F1, mesmo não precisando viajar tanto. Ainda menos tem o WRC, com uma média de 1,3 corridas por mês, mas estes fazem 4 dias de corridas por evento, bem cansativo.

A Fórmula E, categoria exclusiva de carros elétricos, tem temporadas de em média 13 corridas, o que dá uma média de apenas 1,6 corridas por mês. Isto é, os pilotos da FE são os que menos correm por ano, excetuando-se os do WRC (mas deve-se levar em conta o comentário acima).

Mas agora a Fórmula E decidiu que vai realizar três etapas duplas, e em apenas nove dias: de sábado de uma semana a domingo da outra semana. Tudo isso para tentar conseguir validar sua temporada, que correu muitos riscos por não ter ainda conseguido realizar o número mínimo de etapas obrigatórias.

É razoável isso?

Os pilotos e seus mecânicos farão o que corresponderia a 20 corridas por mês. É um absurdo sob qualquer ponto de vista.

Além dos riscos aumentarem muito com o estresse que vai acumulando ao longo dessas etapas seguidas, que com certeza causarão maior número de acidentes, a recuperação dos carros será fortemente afetada, podendo um acidente mais forte acabar com quaisquer chances de título para quem o sofrer.

O interessante é que, pelo menos em público, nenhum piloto da FE fez qualquer comentário sobre o excesso de provas seguidas. Como os da F1 são os que reclamam mais, a pergunta é se temos muitos chorões na F1, ou poucos criteriosos na FE e na Nascar?

Comparativo entre categorias topo

CategoriaCorridasMesesMédia
WRC14111,3
Fórmula E1381,6
MotoGP1992,1
Fórmula 12192,3
IndyCar1772,4
Nascar36-42103,6-4,2
Valores acima calculados pelas respectivas temporadas de 2019
728.548FJPB68.1

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=13595

1 menção

  1. […] F-E lançou um pacotão de seis corridas em apenas nove dias. Algo que nem a Nascar – acostumada à realizar mais corridas do que as demais categorias – chegou a […]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com