Valentino e Lecuona positivos para o Coronavírus

Depois de Valentino Rossi ter novos resultados positivos para a Covid-19, também o espanhol Iker Lecuona teve positivo para seu irmão e ambos devem perder as etapas de Valência.

No caso específico de Lecuona, quem teve o resultado positivo foi seu irmão, que também é seu assistente na MotoGP, e com quem Iker mora em Andorra. Mas a legislação de Andorra obriga a ambos ficar em quarentena por dez dias, embora Iker em si tenha testado negativo.

Novos testes serão feitos no espanhol e, se derem negativo, ele poderá participar da segunda etapa de Valência.

Já sobre o piloto italiano, que já tinha perdido as etapas em Aragón, e se vê agora numa situação estranha, pois todos os pilotos com Covid-19, nesta e em outras categorias, voltaram às corridas em no máximo 14 dias.

No caso específico de Valentino ele está afastado há 20 dias, embora ele ainda tenha esperança que novos testes, que fará nesta sexta-feira, possam dar negativo.

No momento ele se encontra na 15ª colocação no Campeonato, e deverá cair para a 16ª posição se faltar às duas próximas etapas.

No caso do piloto ficar inapto para correr, a Yamaha desta vez vai substituí-lo pelo piloto norte-americano Garrett Gerloff, que disputou a SuperBike 2020 onde terminou na 11ª colocação, depois de um início fraco, mas com melhores resultados e dois pódios nas etapas finais.

Esta opção indica claramente que a Yamaha não acredita mais no desempenho de seu piloto de testes, o espanhol Jorge Lorenzo, que já não foi chamado para cobrir Rossi em Aragón, e agora já é descartado de imediato, com a equipe colocando no lugar de Rossi um completo estreante na MotoGP, ao invés de dispor de um tricampeão na categoria.

Lembrando que Lorenzo deu à Yamaha seus últimos três títulos na MotoGP: 2010, 2012 e 2015. Portanto é inexplicável essa decisão, que obviamente corta completamente a relação entre o piloto e a equipe japonesa

252.893FJPB555

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=15680

2 comentários

1 menção

    • Panizo em 04/11/2020 às 13:10
      Autor

    Opa, é isso mesmo: I N E X P L I C Á V E L – para que manter um piloto de que ela parece não gostar mesmo, como seu reserva oficial e na hora deixá-lo de fora antes (nas 2 corridas de Aragón) e agora (nas talvez 2 de Valência)?

  1. Como assim dispensar um tricampeão como Lorenzo, seu piloto de testes, e colocar um neófito e apenas 11º na Superbike como Gerloff? Isso é um tapa na cara de Lorenzo e inexplicável mesmo.
    Concordam com minha visão?

  1. […] primeira questão se refere aos pilotos que estariam fora da prova, por causa da Covid-19. Valentino Rossi, que continuava até quinta-feira com a doença, acabou recebendo um teste […]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com