«

»

fev 28 2012

Imprimir Post

Juan Montoya declarou: Estou ótimo!

O piloto colombiano Juan Pablo Montoya escapou de um forte, impressionante e bizarro acidente na madrugada desta terça-feira, durante as 500 Milhas de Daytona, com apenas uma lesão no tornozelo, na volta 160 – sob bandeira amarela.

Caminhão-turbina incendiado!

Nessa volta (a de número 160 das 200 programadas), durante a vigência da sétima bandeira amarela, provocada pelo estouro do motor de David Stremme, o colombiano da Earnhardt Ganassi perdeu o controle de seu carro subitamente e acertou em cheio um dos caminhões-turbina da Nascar.

Esse caminhão é usado para secagem do asfalto. Com a turbina afetada e muito combustível vazando, o caminhão logo pegou fogo. As chamas tomaram proporções inacreditáveis para uma corrida de carros. As chamas demoraram quase dez minutos para serem totalmente extintas pelos bombeiros.

A equipe suspeita que a causa do acidente seja uma falha mecânica, possivelmente em sua suspensão traseira. Montoya já havia reclamado de um comportamento estranho de seu carro voltas antes e chegou a procurar os boxes duas vezes para que o time avaliasse a situação – mas a equipe, preocupada em não perder voltas, mandou-o de volta à pista sem maiores cuidados.

Depois do impacto, o caro de Montoya, o Chevrolet #42, veio escorregando – totalmente destruído – em direção ao gramado interno do oval de 2,5 milhas. O colombiano saiu sozinho e consciente, apesar de mancando visivelmente. Ele foi encaminhado ao centro médico do autódromo e, posteriormente, liberado. O piloto do caminhão incendiado, Duane Barmes, chegou a ser transportado para o Centro Médico de Halifax, fora das dependências do circuito, onde passou por exames, mas também recebeu alta logo em seguida.

Após o acidente Montoya declarou aos jornalistas: “Eu estou bem. Meu pé dói, mas estou bem. Pelas proporções da batida, eu estou muito bem, para ser honesto.”

Ele continuou: “Eu não pensei sobre o caminhão. Pensei: vou acertar a turbina e isso não vai ser legal. Antes do impacto, eu pensei: ‘Essa coisa vai pegar fogo e não vai ser bom, e assim foi.”

Segundo Montoya, o carro estava praticamente inguiável, mesmo em velocidades mais baixas. “Eu parei nos boxes, saí e senti uma vibração quando mudei para a segunda marcha. Eu avisei a equipe que havia algum problema de transmissão ou algo do tipo. Aí eu passei para a terceira marcha, acelerei e a vibração voltou. Voltei para os pits, os mecânicos viram que não havia nada avariado.”

“Eu não estava indo rápido mas o carro mexia muito. Estava muito estranho e eu conversava sobre isso pelo rádio, quando de repente o carro guinou para a direita,” descreveu.

O companheiro de Montoya, Jamie McMurray, se envolveu em outro acidente, quando faltavam apenas 13 voltas para o fim da prova. Todos suspeitam que seu carro possa, também, ter sofrido um problema similar.

 

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=3347

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>