Piquet vence em Buenos Aires e Giaffone leva título Sul-Americano

A vitória da etapa de Buenos Aires, na Argentina, ficou com Geraldo Piquet, da ABF Mercedes-Benz, mas o grande campeão deste domingo (4) foi Felipe Giaffone, da RM Volkswagen, que garantiu o título do Campeonato Sul-Americano de Fórmula Truck.

|Como ficou o Campeonato|

Piquet venceu pela segunda vez na temporada, o que lhe garantiu a terceira colocação no final do Sul-Americano. O pódio foi completado por Adalberto Jardim, AJ5 Motorsport, Danilo Dirani, que finalizou o campeonato Sul na segunda-colocação, André Marques, da TNT Energy Drink, e Renato Martins, da RM Volkswagen.

Palavra dos Pilotos:

Felipe Giaffone:

“Para mim, as coisas nunca foram fáceis e hoje não foi diferente, ou eu ganho por pouco ou perco na última hora, como no ano passado, que deixei o título escapar na última corrida. Eu iniciei a corrida pensando que não poderia nem quebrar e nem bater, mas quebrei e bati (risos). Mas, apesar dos problemas, consegui me manter na pista e levar mais este título para casa. Agora é ir para o Brasil para correr atrás do campeonato Brasileiro.

Danilo Dirani:

“Consegui fazer uma largada muito boa e já na primeira volta passei entre os 15 primeiros. Depois cometi um erro e rodei, caí para último novamente e tive que recuperar outra vez. Essa corrida mostrou o potencial dos caminhões Ford na categoria. Meu caminhão esteve entre os mais rápidos durante todo o final de semana, e deixou a certeza que, se eu largasse entre os primeiros como a gente previa no sábado, teria grandes chances de brigar pela vitória. No final da prova, estava próximo dos dois primeiros, mas não tinha condições de atacar porque já tinha desgastado muito os pneus por ter sido agressivo no começo da corrida. Naquele momento, preferi manter a terceira posição e garantir o vice-campeonato a arriscar uma quebra ou uma saída de pista”.

Geraldo Piquet:

“Se eu pudesse trocar a vitória daqui por uma no Campeonato brasileiro eu trocaria, mas é muito bom vencer em Buenos Aires, ‘me encanta correr aquí’, pois em três corridas aqui um 3º lugar (2009) e duas vitórias (2010 e 2011), realmente não posso reclamar, meu histórico aqui é muito bom. Nessa corrida tive uma largada muito boa, eu vi que tinha acontecido alguma coisa mas percebi um espaço e aproveitei. Depois o Adalberto Jardim se aproximou, mas eu sabia que tinha a bandeira programada e então não me preocupei tanto. Na relargada, eu acabei me confundido no calor da corrida, o Jardim me passou, mas consegui recuperar a posição. Agora, vamos torcer e aguardar as próximas três etapas que valem pelo Brasileiro e torcer”.

726.471FJPB3.1

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=575

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com