Acordo para um teto orçamentário na F-1 está distante

Uma das pretensões da Liberty Media para o futuro da Fórmula 1 é introduzir o mais rapidamente possível um teto orçamentário para as equipes da categoria. No entanto, a resistência das equipes maiores em baixar o valor, continua atrasando tais planos.

Neste momento acredita-se que passem por impor um gasto anual máximo de 135 milhões de dólares (cerca de 118 milhões de euros ou cerca de 540 milhões de reais) de forma dividida entre 2021 e 2023.

Contudo, um acordo ainda está longe de ser alcançado. O consultor da Red Bull, Helmut Marko, explicou que as três principais equipes (a Red Bull, a Ferrari e a Mercedes) concordam entre si nos números, mas faltam as outras equipes também concordarem além de alguns outros aspectos.

“Ainda estamos muito longe de um acordo. Basicamente, concordamos com a Ferrari e com a Mercedes em termos de números, mas as outras equipes ainda são muito críticas. Também precisamos discutir que departamentos da equipe de competição ficam debaixo do limite orçamental. Nada é claro. Controlar é muito difícil de conseguir.

899.585FJPB14.1

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=6966

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com