Nascar desclassificará vencedor que não passar na inspeção

Nesta segunda-feira a organização da Nascar anunciou um pacote de medidas para a temporada 2019 da categoria, que se iniciará pela 500 Milhas de Daytona – a Daytona 500 – que será disputada no próximo dia 17 de fevereiro.

A maioria das medidas anunciadas são pequenas atualizações das regras já existentes na temporada passada. Mas a organização decidiu punir mais rápida e severamente aqueles carros que forem pegos na inspeção pós-corrida. E esta é uma medida sem precedentes nos quase 60 anos da categoria norte-americana

Até o ano passado, o carro (equipe) e o piloto perdiam os pontos (ou parte dos pontos apenas) além dos bônus para os playoffs e os pontos de estágios. A partir deste ano, a punição será simplesmente a desclassificação do carro e do piloto (que portanto já sairão, além das respectivas multas, com apenas 1 ponto no campeonato, pelo último lugar a que o piloto será relegado).

Além disso, a punição será imediata, no mesmo dia das corridas. A Nascar inspecionará os carros dos dois primeiros colocados, bem como um terceiro escolhido aleatoriamente, após cada evento. Anteriormente, inspeções pós-corrida completas ocorriam no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Nascar em Concord, na Carolina do Norte.

“Nossa indústria entende a necessidade de se concentrar no que acontece na pista”, disse Steve O’Donnell, vice-presidente executivo de competição e desenvolvimento de corridas da Nascar. “Não podemos permitir que inspeções e punições continuem sendo um enredo prolongado. Os carros devem aderir ao livro de regras desde a abertura da garagem até a bandeira quadriculada.”

O procedimento de desqualificação será implementado para as três séries nacionais da NASCAR, a Nascar Cup, a Xfinity Series e a Nascar Truck Series.

FJPB35

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=7006

Deixe uma resposta

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com