«

»

ago 30 2012

Imprimir Post

SKB: Galli, Baptista e Ventre conquistam o maior prêmio da história do evento

Super Kart Brasil 8

O Super Kart Brasil, torneio nascido em meados de 2010 por iniciativa de sete dos maiores nomes do kartismo no país, entregou, neste domingo (26), o maior prêmio de sua recente história.

Em Nova Odessa, cidade do interior de São Paulo que recebeu a oitava edição do evento, Olin Galli, Vítor Baptista e Francesco Ventre foram premiados com todas as despesas de pista pagas para a disputa do Skusa Super Nationals – o maior evento de kart dos Estados Unidos, realizado anualmente em Las Vegas.

Os três foram os melhores de suas categorias (Galli na Graduados, Baptista na Júnior e Ventre na Sênior) na somatória das quatro edições do SKB realizadas em 2012. Galli e Baptista conquistaram também esta oitava edição do evento, que teve outras cinco categorias em disputa.

O primeiro campeão do dia foi Felipe Drugovich, na Júnior Menor. O piloto venceu três das quatro provas do fim de semana e somou 77 pontos contra 62 do vice-campeão, João Pedro Guim.

Na sequência, a Graduados entrou na pista para definir seu título e o vencedor da vaga para o Skusa. Olin Galli, piloto do Rio de Janeiro, triunfou nos dois casos. Com duas vitórias e dois quartos lugares, o carioca conquistou seu tricampeonato no SKB em uma disputa com dois nomes consagrados do automobilismo brasileiro: Sérgio Jimenez, hexacampeão brasileiro de kart, que foi o vice-campeão; e André Nicastro, tetracampeão nacional da modalidade, o terceiro colocado.

“Esse foi o título do SKB mais difícil para mim. Quando entrei na corrida final, precisa descontar a vantagem que o Felipe (Guimarães) tinha na liderança. Com dois quartos lugares, eu tinha de vencer para ser campeão e felizmente deu tudo certo”, avaliou Olin Galli, pole-position das quatro provas do fim de semana em Nova Odessa. Felipe Guimarães, que venceu as outras duas corridas do evento, sofreu com duas quebras e acabou ficando com a quarta posição na tabela de pontos.

Na categoria mais jovem do SKB, a Super Cadete, o título foi definido apenas na última das quatro corridas do fim de semana. Arthur Leist venceu as três primeiras provas, mas acabou não marcando pontos na corrida final em virtude de um abandono. Edgar Bueno Neto venceu e, assim, virou o jogo somando cinco pontos a mais que seu principal adversário.

Dos mais jovens para os mais experientes, na Shifter Sênior – que reestreou no Super Kart Brasil depois de duas edições fora do evento – o título ficou com o capixaba Keka Teixeira, vencedor de três corridas de ponta a ponta. A diferença para o vice-campeão, Paulo Quieregatto – vencedor da terceira corrida – foi de treze pontos: 70 a 57.

Valendo outra vaga no Skusa, a categoria Sênior teve uma disputa eletrizante pelo título. Eduardo Dieter definiu a disputa apenas na última corrida abrindo 13 pontos de vantagem para seu principal adversário neste fim de semana, Fernando Gomes Croce.

“Não foi fácil administrar a corrida, porque o Fernando tinha um kart mais rápido que o meu. Além disso o calor exigiu muito da parte física e da concentração para não cometer nenhum erro”, comentou o campeão.

A vaga no Skusa, porém, ficou com Antonio Ventre, que terminou esta edição apenas no oitavo lugar. Mas com as conquistas nas primeiras edições do SKB no ano, Ventre foi quem somou mais pontos e carimbou seu passaporte para a maior competição de kart nos Estados Unidos.

E se na Sênior a disputa foi das mais acirradas, na Júnior o paulista Vítor Baptista não deu chances aos adversários. Vencedor de três das quatro corridas em Nova Odessa, ele faturou seu tricampeonato no SKB e a vaga da sua categoria para o Skusa.

“Eu não estava tão confiante em conseguir a vaga quando cheguei aqui. Mas foi tudo dando certo, venci três corridas e isso me ajudou bastante a descontar a diferença que eu tinha. Vai ser a primeira vez que vou correr nos Estados Unidos e estou ansioso para ver como é, porque sei que se trata de um grande evento de kart”, contou Baptista.

Estreante no Super Kart Brasil, a Super F4 consagrou Rodrigo Soares como seu primeiro campeão no evento. O paulista venceu as únicas duas corridas que a categoria disputou em Nova Odessa, e fechou o fim de semana com 50 pontos. O vice-campeão foi Alberto Cattucci, seguido de João Cunha, Vinícius Fernandes e Paulo Farias.

E na categoria que deu origem ao Super Kart Brasil, a Shifter – de karts com marcha – o título de Guilherme Salas ganhou ares de tensão na corrida decisiva. Vencedor das três primeiras provas do fim de semana, Salas precisava apenas completar a corrida final para ratificar seu bicampeonato no evento. Mas tudo ficou mais tenso quando o piloto teve de parar na área de manutenção para consertar um pneu que se descolou da roda.

“Eu sabia que precisava apenas chegar no fim da corrida que seria campeão. Eu já estava em terceiro, administrando a prova, quando peguei uma zebra mais alta que descolou meu pneu. Foi um susto, mas no momento em que eu tive de parar para o conserto, tentei me concentrar em voltar o mais rápido possível para a pista e terminar nos pontos. Deu tudo certo”, contou Salas, que havia vencido o SKB-04 pela Shifter.

A oitava edição do Super Kart Brasil marcou, também, a estreia do Kartódromo MMoa construído em Nova Odessa, a pouco mais de 120 km da cidade de São Paulo. Na opinião dos seus organizadores, mais um evento de sucesso mesmo sendo realizado apenas um mês depois do Campeonato Brasileiro da modalidade.

“Essa é uma fase do ano bem difícil de se fazer uma prova, porque o Campeonato Brasileiro acabou há menos de um mês e agora os regionais começam a se definir. Então o segundo semestre é sempre mais complicado de se organizar um evento, mas decidimos fazer o SKB-08 para dar mais uma oportunidade aos pilotos que estavam concorrendo às vagas no Skusa. E no final acabou sendo um evento bom, com uma média de pilotos acima do que nós estávamos esperando e com a honraria de inaugurar a pista do Môa, que está de parabéns pelo complexo que montou aqui”, avaliou Danilo Dirani, promotor do SKB ao lado de André Nicastro, Dennis Dirani, Paulo Carcasci, Renato Russo, Ruben Carrapatoso e Sérgio Jimenez.

Confira abaixo como terminaram as corridas desse domingo no SKB-08 e a classificação final de cada categoria.

Resultados

Júnior Menor – 3ª corrida
1) Juan Crespi, (12 voltas) 10:35.969
2) Yanni Fontana, a .417
3) João Pedro Guim, a 1.618
4) Marcel Coletta, a 1.770
5) Murilo Coletta, a 2.567
6) Felipe Drugovich, a 4.275
7) Paulo Victor, a 5.286
8) Gabriel Paturle, a 9.417
9) Guilherme Palhari, a 10.822
10) Gustavo Zwetkoff, a 12.484
11) Allan Croce, a 12.830
12) Luiz Matheus, a 16.216
13) Pedro Campos, a 18.979
14) João Rosate, a 29.250
15) Matheus Rebouças, a 43.642

Melhor Volta: Juan Crespi (7), 51.936 (média de 69,316 km/h), na 6ª volta

Júnior Menor – 4ª corrida
1) Felipe Drugovich, (18 voltas) 15:57.273
2) João Pedro Guim, a .591
3) Yanni Fontana, a 2.230
4) Marcel Coletta, a 2.410
5) Murilo Coletta, a 2.734
6) Juan Crespi, a 4.253
7) João Rosate, a 9.920
8) Guilherme Palhari, a 11.957
9) Paulo Victor, a 13.090
10) Gustavo Zwetkoff, a 15.895
11) Matheus Rebouças, a 19.998
12) Pedro Campos, a 33.884
13) Gabriel Paturle, a 36.661
14) Luiz Matheus, a 45.512
15) Allan Croce, a 2 voltas

Melhor Volta: Marcel Coletta (177), 52.171 (média de 69,003 km/h), na 11ª volta

Júnior Menor – Classificação final
1) Felipe Drugovich, 77 pontos
2) João Pedro Guim, 62
3) Yanni Fontana, 56
4) Juan Crespi, 54
5) Marcel Coletta, 49
6) Murilo Coletta, 44
7) Paulo Victor, 22
8) Gabriel Paturle, 12
9) Guilherme Palhari, 10
10) João Rosate, 8

Graduados – 3ª corrida
1) Felipe Guimarães, (14 voltas) 11:42.180
2) Sérgio Jimenez, a .556
3) João Vieira, a .813
4) Olin Galli, a 3.669
5) Jonathan Louis, a 4.414
6) André Nicastro, a 5.355
7) Artur Fortunato, a 6.796
8) Gustavo Myasawa, a 6.865
9) Caio Freire, a 7.602
10) Ariel Varella, a 8.456
11) Pedro Saderi, a 11.130
12) Victor Luz, a 15.164
13) Erik Gasparini, a 15.792
14) Eurico Tavares, a 17.159
15) Guilherme Soares, a 25.789
16) Victor Amorim, a 1 volta
17) Renato Silveira Jr., a 3 voltas
18) Alain Sisdeli, a 13 voltas

Melhor Volta: João Vieira (119), 49.544 (média de 72,662 km/h), na 8ª volta

Graduados – 4ª corrida
1) Olin Galli, (22 voltas) 18:25.578
2) Sérgio Jimenez, a 2.134
3) André Nicastro (S), a 3.523
4) Ariel Varella, a 4.503
5) Pedro Saderi, a 13.230
6) Victor Amorim, a 17.992
7) Alain Sisdeli, a 19.091
8) Victor Luz, a 23.708
9) Erik Gasparini, a 24.202
10) Eurico Tavares, a 26.104
11) Gustavo Myasawa, a 30.137
12) Caio Freire, a 15 voltas
13) João Vieira, a 16 voltas
14) Felipe Guimarães, a 16 voltas
15) Renato Silveira Jr., a 17 voltas
16) Artur Fortunato, a 18 voltas
17) Jonathan Louis, a 20 voltas

Melhor Volta: Olin Galli (4), 49.879 (média de 72,174 km/h), na 20ª volta

Graduados – Classificação final
1) Olin Galli, 74 pontos
2) Sérgio Jimenez, 60
3) André Nicastro, 39
4) Felipe Guimarães, 35
5) João Vieira, 29
6) Ariel Varella, 27
7) Alain Sideli, 21
8) Jonathan Louis, 21
9) Gustavo Myasava, 19
10) Pedro Saderi, 16

Júnior – 3ª corrida
1) Vitor Baptista, (13 voltas) 10:56.617
2) Matheus Leist, a 2.093
3) Leonardo Gimenes, a 2.466
4) Sergio Camara, a 3.429
5) Mauro Auricchio, a 4.097
6) Bruno Bertoncello, a 4.780
7) Rafael Martins, a 6.170
8) Zaiya Fontana, a 7.841
9) Enzo Bortoleto, a 8.037
10) Yurik Carvalho, a 13.385
11) Felipe Ortiz, a 42.479
12) Vinicius Paparelli, a 2 voltas
13) Fernando Stocco, a 5 voltas
14) Adibe Marques, a 6 voltas

Melhor Volta: Mauro Auricchio (46), 49.943 (média de 72,082 km/h), na 7ª volta

Júnior – 4ª corrida
1) Vitor Baptista, (20 voltas) 16:53.553
2) Mauro Auricchio, a 2.456
3) Leonardo Gimenes, a 3.507
4) Zaiya Fontana, a 5.924
5) Matheus Leist, a 6.188
6) Vinicius Paparelli, a 7.146
7) Yurik Carvalho, a 14.616
8) Adibe Marques, a 33.458
9) Sergio Camara, a 11 voltas
10) Rafael Martins, a 12 voltas
11) Fernando Stocco, a 12 voltas
12) Enzo Bortoleto, a 13 voltas
13) Bruno Bertoncello, a 14 voltas
14) Felipe Ortiz, a 16 voltas

Melhor Volta: Mauro Auricchio (46), 49.897 (média de 72,148 km/h), na 14ª volta

Júnior – Classificação final
1) Vítor Baptista, 71 pontos
2) Mauro Auricchio, 58
3) Matheus Leist, 39
4) Zaiya Fontana, 30
5) Adibe Marques, 30
6) Rafael Martins, 29
7) Sérgio Câmara, 28
8) Vinícius Papareli, 27
9) Yurik Carvalho, 24
10) Leonardo Gimenes, 21

Sênior – 3ª corrida
1) Bruno Lima, (13 voltas) 11:11.389
2) Fernando Gomes Croce, a 2.196
3) Daniel Croce, a 2.348
4) Eduardo Dieter, a 2.678
5) Fernando Pastro, a 6.281
6) Marcelo Meneghell, a 7.262
7) Dyego Martins, a 16.852
8) Felipe Santo André, a 45.765
9) Antonio Ventre, a 2 voltas
10) Ricardo Thomazi, a 8 voltas
11) Dado Salau, a 10 voltas

Melhor Volta: Bruno Lima (112), 51.124 (média de 70,417 km/h), na 2ª volta

Sênior – 4ª corrida
1) Eduardo Dieter, (15 voltas) 12:57.522
2) Bruno Lima, a 2.220
3) Fernando Pastro, a 5.366
4) Daniel Croce, a 13.784
5) Fernando Gomes Croce, a 42.881
6) Dyego Martins, a 3 voltas
7) Antonio Ventre, a 7 voltas
8) Marcelo Meneghell, a 12 voltas
9) Felipe Santo André, a 12 voltas
10) Dado Salau, a 14 voltas

Melhor Volta: Fernando Gomes Croce (81), 50.887 (média de 70,744 km/h), na 10ª volta

Sênior – Classificação final

1) Eduardo Dieter, 73 pontos
2) Fernando Gomes Croce, 60
3) Bruno Lima, 53
4) Fernando Pastro, 48
5) Daniel Croce, 48
6) Dyego Martins, 37
7) André Matinha, 25
8) Antonio Ventre, 22
9) Felipe Santo André, 10
10) Thomas Fae, 8

Super Cadete – 3ª corrida
1) Arthur Leist, (10 voltas) 9:13.742
2) Gianluca Petecof, a 2.291
3) Edgar Bueno Neto, a 8.186
4) Guilherme Peixoto, a 8.198
5) João Pedro Correa, a 8.426
6) Vinicius Ponce, a 21.046
7) Gustavo Jorge, a 9 voltas

Melhor Volta: Gianluca Petecof (110), 55.107 (média de 65,327 km/h), na 4ª volta

Super Cadete – 4ª corrida
1) Edgar Bueno Neto, (13 voltas) 12:04.588
2) Guilherme Peixoto, a 3.580
3) João Pedro Correa, a 7.312
4) Vinicius Ponce, a 11.726
5) Gustavo Jorge, a 27.472
6) Arthur Leist, a 5 voltas
7) Gianluca Petecof, a 6 voltas

Melhor Volta: Edgar Bueno Neto (112), 55.081 (média de 65,358 km/h), na 5ª volta

Super Cadete – Classificação final
1) Edgar Bueno Neto, 67 pontos
2) Guilherme Peixoto, 62
3) Arthur Leist, 60
4) João Pedro Correa, 45
5) Vinícius Ponce, 40
6) Gustavo Jorge, 35
7) Gianluca Petecof, 32

Shifter – 3ª corrida
1) Guilherme Salas, (14 voltas) 11:34.803
2) André Pedralli, a 1.044
3) Danilo Dirani, a 2.699
4) José Artur Fortunato, a 5.923
5) Alexandre Palhari, a 15.902
6) Dennis Dirani, a 5 voltas
7) Bruno Grigatti, a 12 voltas
8) Gaetano di Mauro, a 12 voltas

Melhor Volta: Dennis Dirani (128), 49.244 (média de 73,105 km/h), na 7ª volta

Shifter – 4ª corrida
1) Gaetano di Mauro, (22 voltas) 18:13.481
2) Danilo Dirani, a 1.294
3) André Pedralli, a 1.895
4) José Artur Fortunato, a 3.998
5) Dennis Dirani, a 9.208
6) Alexandre Palhari, a 40.422
7) Guilherme Salas, a 4 voltas
8) Bruno Grigatti, a 20 voltas

Melhor Volta: André Pedralli (11), 49.133 (média de 73,270 km/h), na 16ª volta

Shifter – Classificação final
1) Guilherme Salas, 68 pontos
2) Artur Fortunato, 49
3) André Pedralli, 48
4) Gaetano Di Mauro, 40
5) Danilo Dirani, 38
6) Alexandre Palhari, 36
7) Dennis Dirani, 21
8) Bruno Grigatti, 20
8) Arthur Ortolani, 17
10) Waldir Belizário, 4

Shifter Sênior – 3ª corrida
1) Paulo Quieregatto, (12 voltas) 10:30.840
2) Christian Bartz, a .295
3) Eduardo Martins, a 13.565
4) Edilson Santiago, a 24.465
5) Keka Teixeira, DC

Melhor Volta: Keka Teixeira (77), 50.769 (média de 70,909 km/h), na 9ª volta

Shifter Sênior – 4ª corrida
1) Keka Teixeira, (19 voltas) 16:12.301
2) Eduardo Martins, a .400
3) Edilson Santiago, a 34.901
4) Carlos Quieregatto, a 41.436
5) Paulo Quieregatto, a 4 voltas
6) Christian Bartz, a 4 voltas

Melhor Volta: Eduardo Martins (1), 50.535 (média de 71,237 km/h), na 19ª volta

Shifter Sênior – Classificação final
1) Keka Teixiera, 70 pontos
2) Paulo Quieregatto, 57
3) Edilson Santiago, 50
4) Carlos Quieregatto, 48
5) Christian Bartz, 38
6) Eduardo Martins, 36
7) Rodrigo Natel, 18

Super F4 – 1ª corrida
1) Rodrigo Soares, (14 voltas) 12:50.265
2) João Cunha, a 1.699
3) Alberto Catucci, a 2.490
4) Bruno Lima, a 3.874
5) Vinicius Fernandes, a 34.635
6) Paulo Farias, a 7 voltas

Melhor Volta: João Cunha (24), 54.625 (média de 65,903 km/h), na 13ª volta

Super F4 – 2ª corrida
1) Rodrigo Soares, (18 voltas) 16:21.411
2) Alberto Catucci, a 4.396
3) João Cunha, a 4.987
4) Paulo Farias, a 11.697
5) Vinicius Fernandes, a 41.096

Melhor Volta: João Cunha (24), 54.170 (média de 66,457 km/h), na 10ª volta

Super F4 – Classificação final
1) Rodrigo Soares, 50 pontos
2) Alberto Cattucci, 38
3) João Cunha, 36
4) Vinícius Fernandes, 22
5) Paulo Farias, 16
6) Bruno Lima, 11

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=7242

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>