Villeneuve detona a Williams: Não é mais uma equipe de corrida!

Jacques Villeneuve não tem papas na língua – como todo mundo sabe -, mas ele vai sempre direto ao ponto, e sem se importar muito com a etiqueta. Em geral tudo que ele diz é um “chute direto no saco”. E nesta segunda-feira Villeneuve emitiu mais uma de suas contundentes opiniões.

“A Williams começou a ter problemas quando decidiu lançar ações na Bolsa de Valores. Seus líderes estão pagando pelas decisões ruins tomadas nos últimos tempos. A Williams não é mais uma equipe de corrida”, declarou o ex-campeão da Fórmula 1, canadense de 48 anos, ao Journal de Montreal.

Ele prosseguiu: “É uma entidade pública que deve entregar um relatório no fim do ano, e tudo o que eles precisam fazer é dar lucro, o que vêm conseguindo. Então, está tudo bem para eles”, acrescentou o canadense.

“Mas se a companhia faturou $16 milhões em 2018, é porque o que foi gasto na equipe de corrida não foi suficiente. O presidente não quer vencer na F1, ele só quer fazer o máximo pelos acionistas. Isso é tudo o que importa agora”.

Olhando os últimos dez anos, a Williams teve seu melhor momento em 2014, quando amealhou um total de 320 pontos naquela temporada. Depois foi só caindo, mas ainda com bons resultados: em 2015 conseguiu 261 pontos, em 2016 foram 138. E tudo continuou a piorar rapidamente, tanto que em 2017 levou apenas 83 pontos. Em cada uma dessas temporadas pelo menos um pódio era conseguido, mas tudo iria piorar ainda mais.

Em 2018 conseguiu parcos 7 pontos, e neste ano ainda não saiu do zero. Nenhum pódio há dois anos, o último sendo o terceiro lugar de Lance Stroll, em Baku. Triste sina, a da ex-maior equipe independente da Fórmula 1.

FJPB87

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=8354

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com