Análise dos Testes de Pré-temporada da F-1 2020

A segunda e última semana se foi, com as dez equipes totalizando mais de 7700 voltas no circuito de Montmeló, em Barcelona. Hora de fazermos uma análise, a mais isenta possível, lembrando que o que parece, em geral, não é.

Como sempre é um jogo de esconde-esconde, e em geral as equipes mais fracas tendem a aproveitar para aparecer melhor do que realmente estão, para poder angariar melhores patrocínios, enquanto as mais fortes, tentam não mostrar tudo de que dispõem, para não dar informações demais para seus oponentes diretos.

Mas nem tudo pode ser escondido, ou parecer realmente melhor do que é, se usarmos as estatísticas certas para podermos ter a visão mais geral possível. Então vamos ver nosso Infográfico, já desenvolvido e refinado ao longo dos cinco últimos anos de testes coletivos de pré-temporada da Fórmula 1.

Nosso índice SS-TPT (SuperSpeedway – Testes de Pré-Temporada) engloba quantos dias uma equipe liderou a tabela de tempos, quantas vezes fechou os testes entre os Top 5, qual foi a melhor posição conseguida ao longo dos dias de testes. Mas para dar uma previsão mais perto da realidade do poder do novo carro de cada equipe, levamos em conta também o número de voltas acumuladas por cada equipe ao longo dos testes.

Importante destacar essa parte de nosso índice, e sua importância fundamental: nenhuma equipe com um carro fraco – que pode até fazer umas poucas voltas muito rápidas – consegue dar muitas voltas. Seu carro não tem o poder de dar muitas voltas em alta performance.

Por outro lado, aquela equipe que está escondendo o jogo, vai – em geral – dar muitas voltas, primeiro porque o carro é bom, tem maior resistência, e segundo porque – já que não podem mostrar demais para os “inimigos” -, aproveitam os dias de testes para simular muitas situações e combinações de pneus e regulagens de suspensão.

Vamos para os números finais de 2020:

  • A Mercedes, a Ferrari e a McLaren foram as que deram maior número de voltas no total
  • A Ferrari e a Mercedes sofreram com uma quebra cada, e portanto já começam o ano com questões de confiabilidade a serem tratadas.
  • A Mercedes não conseguiu se segurar, e mostrou um desempenho, medido pelo nosso índice, mais de 50% superior aos da AlphaTauri, Alfa Romeo e Racing Point. Todas tiveram ótimos desempenhos em termos de velocidade, e as três passaram das 700 voltas.
  • Se a Red Bull escondeu o jogo, ficando no sexto lugar em nosso índice, veja que foi a quinta equipe que mais voltas deu.
  • Com certeza McLaren, Ferrari, Red Bull vão mostrar força nesta temporada, novamente.
  • A McLaren, AlphaTauri, Racing Point e Alfa Romeo com certeza estarão disputando a “F1 B” nesta temporada e a Alpha Tauri disputará a quarta colocação no Campeonato de Construtores.
  • Já o oposto parece que vai acontecer com Williams e Haas – que além de terem mostrado pouca velocidade – a Haas nunca chegou no Top 5 nesses seis dias de testes -, não conseguiram dar voltas em número suficiente, comparativamente às outras oito equipes da temporada.

Nosso prognóstico nos permite fazer nossas apostas:

  1. Vão disputar o título de 2020: Mercedes, Red Bull e provavelmente a Ferrari
  2. Vão ficar na rabeira e terão participação apenas decorativa: Haas e Williams
  3. Vão disputar o pelotão intermediário com mais força: AlphaTauri, Alfa Romeo, McLaren e Racing Point
  4. A grande incógnita é a Renault – que poderá ser ameaçada até pela Williams – à conferir.

Veja todos os resultados da primeira semana de Testes Coletivos

Veja todos os resultados da segunda semana de Testes Coletivos

FJPB153

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=12592

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com