MotoGP: As temporadas mais Curtas da história

O Mundial de MotoGP de 2020 estava previsto para ter 20 corridas, o que seria o maior número de corridas da história da categoria. No entanto, a pandemia do COVID19 pode condená-lo a ser, ao contrário, um dos mais curtos de toda a sua enorme história.

A temporada da MotoGP de 2020 seria a 72ª na história do Mundial de Motovelocidade. Nas últimas sete décadas ou mais, o número previsto para este ano – vinte GPs – nunca foi atingido.

Mas a terceira versão do Calendário contém entre 13 e 17 GPs apenas.

Desde que Dorna assumiu o cargo de promotora da categoria em 1992, o número de corridas disputadas a cada temporada aumentou, passando de treze naquele ano para dezenove como a que foi realizada no ano passado.

O ano de 2020 marcaria um antes e depois do campeonato, como em 2002, quando as motos trocaram seus motores de dois para quatro tempos, dando lugar à categoria de 500cc para a MotoGP.

Naquele ano, foram realizadas dezesseis corridas, com a ambição de se chegar a dezoito, o que aconteceu apenas em 2007. Desde então, o campeonato se estabilizou por onze anos nesse número, exceto em 2009, quando foram disputadas dezessete corridas.

O número de dezoito corridas por ano pareciam o número ideal para um Mundial cada vez maior. Em 2018, foi tomada a decisão de alcançar dezenove corridas, o número mais alto de todos os tempos, mas uma tempestade em Silverstone forçou o cancelamento da corrida inglesa , deixando a temporada com dezoito provas concluídas.

Neste ano de 2020, seria dado um salto novamente, passando para um número de vinte corridas com a chegada do GP da Finlândia. Desta vez, foi uma pandemia que arruinou os planos, a temporada na verdade ainda nem se iniciou e, na verdade, ninguém sabe quando acontecerá ou quantas corridas serão possíveis de serem realizadas.

As temporadas ao longo da história

O Mundial de Motovelocidade nasceu em 1949, com seis corridas apenas. De 1951 a 1955, ele teve oito GPs, retornando a seis em 1956 e a sete em 1958.

Portanto a MotoGP viu três de suas temporadas como as mais curtas de sua longa história, com seis etapas apenas: as de 1949, 1950 e 1956.

O primeiro grande salto ocorreu em 1961, quando foram completados dez GPs, uma quantidade que não seria repetida em 1965, 1967 e 1968.

Em 1969, vinte anos após o nascimento da categoria, o recorde daquela década foi quebrado, celebrando-se doze corridas, o dobro do número de corridas realizadas nos primeiros anos da competição.

Em 1972, o recorde foi quebrado novamente, chegando a treze, mas foi circunstancial, uma vez que nos 14 anos seguintes esse número nunca foi atingido, com temporadas de dez, onze ou doze corridas, incluindo uma caiu para apenas oito, em 1980.

Um novo salto ocorreu no final da década de 1980, quando foi planejada uma temporada de quinze corridas (1987), um número que se estabilizou até 1991.

Com a Dorna assumindo a categoria em 1992, coincidindo com a perda de algumas corridas, naquele ano foram treze e o número de quinze não foi atingido novamente até 1996.

Coincidindo com o final do século, em 1999, foi projetado um formato de dezesseis corridas por ano, estabilizando o Mundial até 2004. Em 2005 e 2006, dezessete GPs foram disputados e, em 2007, o salto foi para dezoito corridas anuais, período que durou 12 anos, com exceção de 2009 (dezessete corridas) e o caso de Silverstone em 2018, quando dezenove estavam agendados e a corrida inglesa foi cancelada.

A temporada mais longa da história do motociclismo até hoje foi a de 2019, com a realização de dezenove GPs.

Com as incertezas do momento atual, um Mundial com dez ou doze corridas já seria uma esperança de bons ventos. Neste momento não se tem nem uma data de início certa, sendo que com absoluta certeza o campeonato não começará antes de julho, o que o tornaria o mais atrasado de toda a sua história.

O QueCorridasTemporadas
Mais Curtas61949, 1950 e 1956
Mais Longa192019

As temporadas que começaram mais tarde

O campeonato que começou mais tarde desde a criação do Mundial de Motovelocidade foi o primeiro, em 1949, que começou em 17 de junho na Ilha de Man.

As temporadas de 1963 (que se iniciou em 14 de junho) e 1953 (12 de junho) também começaram tarde, assim como as de 1971 (9 de maio) ou de 1980 (11 de maio).

Como contraponto na história da categoria, a temporada que começou mais cedo foi a de 1964, que foi iniciada em 2 de fevereiro pelo GP de Daytona.

ComeçosAnosDatas
Mais Tarde1949
1963
1953
17 de junho
14 de junho
12 de junho
Mais Cedo196402 de fevereiro

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=12991

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com