Corrida do Milhão terá Q4 e novos pneus

Para a edição de número 11 da Corrida do Milhão, da Stock Car, haverá duas novidades importantes. A primeira é um formato de classificação diferente e que terá um Q4. A segunda é a estreia do novo composto DM para os Pneus P Zero, que é mais macio que os atualmente usados pela categoria.

Estes pneus estarão disponíveis de forma regular para os carros, a partir da temporada de 2020 da categoria, mas terão uma estreia-teste nesta etapa.

A corrida que está se tornando a mais tradicional no calendário dos esportes a motor no Brasil já começará com um sistema específico e diferenciado de classificação.

Além das três partes habituais, a sessão que define o grid de largada deverá ter uma disputa final, na qual será conhecido o pole position da corrida.

Depois do Q1 e do Q2 com o sistema atual (com os pilotos indo à pista para se classificar à parte seguinte), o Q3, com os seis mais rápidos, deve ser diferente: os carros irão à pista ao mesmo tempo, por dez minutos, e cada um terá de completar três voltas lançadas. A média dessas voltas será calculada e, em seguida, os três mais velozes devem ir para a briga na Super Pole (o tal Q4), na qual terão direito a uma volta lançada para disputar a pole e outros mais à frente.

Além disso os pilotos serão obrigados a começar a prova com os pneus utilizados na classificação e também com o mesmo nível de combustível que acabarem no treino classificatório. Com isso, a parte inicial da prova deverá ter pilotos adotando estratégias bem distintas. Quem largar mais à frente terá pneus mais gastos e precisará reabastecer com mais gasolina no pit stop.

Por outro lado quem largar mais atrás terá vantagens – tanto com pneus menos gastos, e com mais combustível – e portanto a disputa levará em conta um handicap para os que se classificarem mais à frente, principalmente para os três primeiros no grid.

Durante a corrida será obrigatório cada piloto trocar pelo menos dois pneus e fazer um reabastecimento.

A História da Corrida do Milhão

A corrida foi disputada pela primeira vez no ano de 2008, quando deu como prêmio Um Milhão de … DÓLARES. Ela não foi disputada no ano seguinte, voltando ao calendário da Stock Car em 2010, nunca mais desaparecendo do calendário, mas com uma GRANDE diferença: agora a premiação ficou em Um Milhão de … REAIS. Mesmo sendo um valor quase quatro vezes menor que o primeiro, ainda assim é o maior prêmio pago no Brasil, em qualquer categoria.

Interlagos é o principal autódromo utilizado para a disputa da Corrida do Milhão, mas Jacarepaguá, Curitiba e Goiânia também já sediaram a corrida.

O maior vencedor é Thiago Camilo, três vezes campeão (2011, 2012 e 2015). Rubens Barrichello já venceu por duas vezes, enquanto Valdeno Brito foi o primeiro a vencê-la.


» Veja abaixo todos os campeões da Corrida do Milhão:
2008: Valdeno Brito – Jacarepaguá
2010: Ricardo Maurício – Interlagos
2011: Thiago Camilo – Interlagos
2012: Thiago Camilo – Interlagos
2013: Ricardo Zonta Interlagos
2014: Rubens Barrichello – Goiânia
2015: Thiago Camilo – Goiânia
2016: Felipe Fraga – Interlagos
2017: Daniel Serra – Curitiba
2018: Rubens Barrichello – Goiânia
2019: ? – Interlagos

FJPB120

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=9981

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com