Bandeirada: Curiosidade

CURIOSIDADE:

O amante da F1 está perplexo. E curioso. Perplexo, pois não há como prever favoritos nas corridas. São seis provas, seis vencedores diferentes. Curiosos, pois todos querem saber qual será o próximo vencedor.

Sinceramente, o mais arrojado dos palpiteiros não acertaria 50% nas apostas. A F1 fica muito melhor assim.

MESMICE:

A temporada de 2007 foi espetacular, com três pilotos chegando à última corrida com chances de titulo. Em 2010, foram quatro com chances em Abu Dahbi. Em 2011, tivemos uma temporada que – na quinta prova – já sabíamos que seria o campeão.

Pois agora, a F1 se superou! Um recorde de variações. Nada pode ser previsto. Mesmo que na segunda metade da temporada alguém passe a dominar, o ano de 2012 já está entre as melhores temporadas.

REGULARIDADE:

Por enquanto, a tônica para quem quer o título é a regularidade. Veja-se que entre os lideres aparece Lewis Hamilton (4º), que ainda não venceu. Ele e mais Fernando Alonso, o líder, marcaram pontos em todas as seis provas. Isto, pode ser fator importantíssimo, se a temporada continuar equilibrada.

CANDIDATOS:

Após seis provas, a tabela apresenta sete (07) candidatos ao título de 2012. O primeiro, Alonso tem 76 pts. O sétimo, Button, 45 pts. Entre eles: Weber (73), Vettel (73), Hamilton (63), Rosberg (63) e Raikkonen (59). Como uma vitória dá 25 pts, tem muita coisa ainda para acontecer. Mesmo assim, mantenho o meu prognóstico: Vettel e Hamilton disputarão o título no final.

DIFICULDADES:

A prova de MÔNACO foi como sempre é em Mônaco. Um carrossel de pilotos tentando desestabilizar os que vão a sua frente, sem nada conseguir. A corrida terminou como se fosse com o safety-car na pista: um atrás do outro. Sem nenhuma possibilidade de ultrapassagem e sem nenhuma possibilidade de ser diferente. Se o GP Espanha foi surpreendente, o de Mônaco foi igual, como sempre foi.

CHATICE:

Chatice por chatice, as 500 Milhas de Indianápolis não ficaram para trás. O dia mundial da velocidade não foi dos mais atrativos. Valeu pelo charme das duas provas. A tradição nas pistas.

(por Vicente Majó da Maia)

866.826FJPB2.1

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=2940

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com