Entenda a Nascar All-Star Race

A Nascar tem, como costume histórico, realizar uma prova especial, extra-campeonato, sempre antes da 12ª etapa de cada temporada da Sprint Cup. A relevância desta prova está no universo de estrelas da pista, do formato especial, e do grande prêmio para o vencedor (US 1.000.000).

Ela sempre foi realizada no Charlotte Motor Speedway, mesmo circuito onde se realiza, na semana seguinte a 12ª etapa da temporada normal da categoria. O oval tem a extensão de 1,35 milha, e abriga diversas classificações e provas curtas, que definem seu vencedor final.

O formato para a edição de 2019 mudou levemente, em relação aos utilizados anteriormente

Como são as Classificações (2019):

A All Star Race de 2019 será disputada em quatro estágios: o estágio #1 terá 30 voltas de duração, os estágios #2 e #3 terão 20 voltas cada um, enquanto o último será disputado em 15 voltas (um incremento de 5 voltas ao formato usado em 2018).

O Qualifying – agora chamado de All Star Open – será disputado em três estágios (de 20, 20 e 10 voltas). O vencedor de cada estágio ganha uma vaga na All Star Race.

15 pilotos (listados alfabeticamente) se qualificaram pelas regras do evento: Aric Almirola, Ryan Blaney, Clint Bowyer, Kurt Busch, Kyle Busch, Austin Dillon, Chase Elliott, Denny Hamlin, Harvick, Jimmie Johnson, Erik Jones, Brad Keselowski, Joey Logano, Ryan Newman e Martin Truex Jr.

Como eram as Classificações (até 2017):

São dois segmentos, de 20 voltas cada, que definem quem – fora dos pré-elegíveis – vai entrar na famosa prova. É chamado de Nascar Sprint Showdown. Os times qualificados, colocam seus pilotos para darem as 40 voltas (20 + 20), que definirão aqueles que se juntarão aos astros da Sprint Cup, que só entram na pista no All-Star Race Qualifying.

Dois pilotos passam para as disputas, que começam pelo All-Star Qualifying, disputado no sábado, com apenas 3 voltas rápidas, incluindo um pit-stop com troca dos quatro pneus: o vencedor e o segundo colocado.

Há alguns anos, também se seleciona um terceiro piloto para a All-Star, mas este exclusivamente pelo voto popular, no site a categoria.

Essa All-Star Qualifying define a ordem para a largada inicial da All-Star Race, que é disputada em seguida.

Como é a prova All-Star Race:

São cinco segmentos, os quatro primeiros com duração de 20 voltas cada (a partir de 2015 passam a ter duração de 25 voltas cada), seguidos do último segmento, que tem a duração de 10 voltas – mas onde só valem voltas sob bandeira verde. Assim o vencedor será aquele que completar a 100ª volta (120ª a partir de 2015), chegando à frente dos demais do grid.

Os primeiros quatro segmentos são disputados com intervalos de 5 voltas sob bandeira amarela entre eles. O segmento final, de apenas 10 voltas de duração, tem um reposicionamento dos carros, baseado na média dos resultados dos quatro segmentos iniciais. Se houver empate entre dois ou mais pilotos, o desempate será para quem tiver o melhor resultado no quarto segmento.

É de destacar que todas as relargadas, entre os segmentos, são sempre feitas em fila dupla. Nos quatro primeiros segmentos, os carros poderão fazer um pit-stop, se assim acharem conveniente. Já no último segmento, o pit-stop passa a ser obrigatório.

Quem são os pilotos Elegíveis?

Os pilotos elegíveis, são definidos pelas regras abaixo, e não disputam nenhum dos segmentos do All-Star Showdown, entrando direto a partir do All-Star Race Qualifying.

  • Os pilotos que venceram as provas no ano anterior, mais as 11 do ano atual
  • Os pilotos que foram campeões da Nascar Sprint Cup, nos dez anos anteriores
  • Os pilotos que venceram as dez edições anteriores da All-Star Race

Infográfico da All-Star Race:

— FJPB —

FJPB96

Link permanente para este artigo: http://www.esportesmotor.com/?p=4217

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com