F-1: Porque Hamilton vai para a Ferrari?

Uma notícia que chocou todo o paddock nesta quinta-feira (1º de fevereiro) foi a confirmação que o britânico Lewis Hamilton vai trocar a Mercedes pela Ferrari em 2025. A pergunta que se faz é: Porque?

Vendo apenas pelo lado dos resultados das últimas duas temporadas da Fórmula 1, é certo que Hamilton deve estar desgostoso com a falta de melhorias efetivas de sua equipe, e com – pelo outro lado – a superioridade absoluta da rival Red Bull, com Max Verstappen ao volante.

Entretanto já foram 11 anos de parceria exitosa para a dupla Hamilton-Mercedes. Nesse período foram simplesmente seis títulos, com Lewis largando 78 vezes na pole, subindo 148 vezes ao pódio, sendo que em 82 deles ele foi ao mais alto degrau. Lembrando que esses números se referem apenas aos anos em que Hamilton correu pela Mercedes, sem levar em conta mais números, também impressionantes de sua parceria com a McLaren, de 2007 à 2012.

Porque a mudança repentina? Seria a Ferrari um lugar para sonhar com pelo menos mais um título em sua carreira? Isso não parece realmente muito factível.

Aparentemente sobra a possibilidade de um alto salário na equipe italiana, onde dinheiro não é exatamente um problema. Para a equipe, que hoje conta com um fraco Carlos Sainz Jr, e um inconstante Charles Leclerc, fica claro que Hamilton será uma grande aposta, já que a Ferrari não é campeã desde 2008. É um jejum – incômodo – de 16 anos.

Os próximos passos – e a consequente incrível dança das cadeiras que acontecerá perto do final de 2024 – poderá nos certificar se foi uma boa ou má decisão, e para quem.

https://pypbr.com/f1/
1.566.997FJPB1.235

Link permanente para este artigo: https://www.esportesmotor.com/f-1-porque-hamilton-vai-para-a-ferrari/

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.