Dakar: Histórias de Superação

O Rali Dakar, que acaba de encerrar sua 46ª edição, tem muitas histórias de superação. Algumas de grandes sucesso, outras de sucesso relativo, e muitas outras de puro espírito esportivo.

Vamos aqui resumir três desses casos, de pilotos que jamais desanimam, menos ainda desistem, mesmo que os resultados não apareçam. Vamos falar de Carlos Sainz, dos irmãos Tim e Tom Coronel e de Camelia Liparoti.

Importante entender, que existem muitas outras, mas estas abrangem essa intensidade esportiva, muito além da imaginação mais simplória.

Confira tudo sobre todas as edições do Rali Dakar desde 2007 clicando aqui!

Carlos Sainz

Carlos Sainz (ESP)

O caso do espanhol é bastante emblemático, muita perseverança, mas com vários ótimos resultados.

Nascido em 12 de abril de 1962, na cidade de Madrid, acaba de alcançar seu quarto título da Dakar, nos Carros, e isso com 61 anos de idade.

Lembrando que o piloto espanhol já tinha tido resultados nada encorajadores, em 2023 e 2022, o que o levou a insistir mais uma vez neste ano consagrador

Sainz também levou títulos no Mundial de Rali (o WRC) nos anos de 1990 e 1992, foi quatro vezes vice-campeão do WRC (1991, 1994, 1996 e 1998), e também foi terceiro no próprio Dakar (2021) e e mais quatro vezes no WRC.

» Confira um resumo no Rali Dakar (desde 2007):

Tim Coronel e Tom Coronel

Tim Coronel (HOL)

O caso dos irmãos holandeses Tim e Tom Coronel, agora com 51 anos de idade, é mais para o caso dos que estão sempre insistindo no Rali Dakar, mas sem muitas histórias de sucesso, mas sempre com o espírito esportivo no nível mais alto, pelo menos no que se refere ao Dakar.

Mas ambos já tinham boas histórias de sucesso em outras categorias.

Irmãos gêmeos, nascidos no dia 5 de abril de 1972 na cidade de Naarden, jamais esmoreceram nesses anos de Dakar – onde aparecem desde 2011, na maior partes das vezes fazendo dupla nos Carros e UTVs. Nenhum título, mas com forte espírito esportivo para continuar a perseguir seus sonhos.

» Confira um resumo no Rali Dakar (desde 2011):

Camelia Liparoti

Camelia Liparoti (ITA)

O caso da pilota Camelia Liparoti, italiana nascida na cidade de Livorno, na Itália, que acaba de disputar o Dakar na idade de 50 anos – nasceu no dia 11 de julho de 1973 – é o caso representativo de esportista que nunca desanima, mesmo com resultados mistos.

Abandonou quatro vezes o Dakar, ficou fora dos Top 10 por oito vezes, mas conseguiu ficar dentro dos Top 10 por quatro vezes, tendo como seu melhor resultado um quinto lugar, em 2018.

Nenhum título ainda, nem mesmo um pódio, mas sua persistência mostra que o que a move é o espírito esportivo.

» Confira um resumo no Rali Dakar (desde 2009):

São mais de 1.500 biografias e estatísticas de Pilotos das mais importantes categorias dos Esportes a Motor no Mundo
1.691.062FJPB1.239

Link permanente para este artigo: https://www.esportesmotor.com/dakar-historias-de-superacao/

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.